CONFIANÇA, ÉTICA E AGILIDADE

NA ORIGINAÇÃO DE GRÃOS

QUALIDADE E PUREZA

CONFIANÇA, ÉTICA E AGILIDADE

NA ORIGINAÇÃO DE GRÃOS

QUALIDADE E PUREZA

CONFIANÇA, ÉTICA E AGILIDADE

NA ORIGINAÇÃO DE GRÃOS

QUALIDADE E PUREZA

CONFIANÇA, ÉTICA E AGILIDADE

NA ORIGINAÇÃO DE GRÃOS

QUALIDADE E PUREZA

CONFIANÇA, ÉTICA E AGILIDADE

NA ORIGINAÇÃO DE GRÃOS

QUALIDADE E PUREZA

Crédito escasso atinge agronegócio

O aperto no crédito chegou ao agronegócio. A menos de um mês do início do plantio da nova safra, produtores de soja se queixam de dificuldades para obter empréstimos para custear a produção.

Morosidade na análise de crédito, aumento das exigências dos bancos, alta nos juros;com um entre recursos subsidiados e crédito livre com taxas e até venda casada são relatadas por agricultores.

Se o problema persistir, poderá interromper os sucessivos ganhos de produtividade do setor nos últimos anos.

A situação é pior em regiões onde há mais produtores com dívidas pendentes, como no Rio Grande do Sul, Bahia e Goiás. Mas, segundo o presidente da Aprosoja Brasil (Associação dos Produtores de Soja), Almir Daspasquale, o aperto é generalizado. O dinheiro vem vindo a conta-gotas para todas as agências do Brasil: diz.

O problema teve origem no primeiro semestre, quando os produtores começam a se preparar para o plantio da safra seguinte. Nessa fase, eles buscam recursos nas linhas de pré-custeio, voltadas à compra de insumos.

Foi quando secou o dinheiro das contas-correntes e da poupança que, no caso do Banco do Brasil, vai para o financiamento do agronegócio. O banco estatal destina 73% da chamada poupança rural (90% do total da caderneta) para o crédito agrícola com juros subsidiados de 8,75% ao ano.

Nas demais instituições financeiras, 65% da poupança vai para o crédito imobiliário, que neste ano também teve restrição de recursos especialmente na Caixa.

Além da poupança rural, o agronegócio conta com o direcionamento de 34% dos depósitos à vista (conta-corrente) de todos os bancos.

Com a alta dos juros, tanto a poupança como as contas-correntes perderam depósitos para outras aplicações. Para reverter a situação, Caixa e BB fizeram campanhas para estimular os depósitos.

 

Publicado em 26.08.2015 ás 17:28.

CLIQUE AQUI PARA VOLTAR A VER TODAS AS NOTÍCIAS